sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Das figuras tristes que se fazem em publico

Ou como, ao almoço com o Nuno, eu não conseguia parar de rir, por ele me estar a contar que tem um colega;
que segundo ele:
-já foi casado com uma mulher "normal", mas desde que experimentou relacionar-se com surdas mudas, já vai na segunda e agora não quer outra coisa.

1 comentários:

Paula disse...

credo em cruz :-)
ha cada gosto