terça-feira, 2 de novembro de 2010

Paris 7 anos depois -3ªas Impressões

-Fomos ao Museu d'Orsay, logo à entrada estava uma exibição temporária (até 23 de Janeiro) da obra de Jean-Leon Gérôme, eu confesso nunca tinha ouvido falar nele, mas fiquei completamente rendida, tão apaixonada que definitivamente Gérôme passou a ser o meu pintor favorito.
-Ter visto esta exposição logo à entrada foi muito mau, eu gostei tanto da obra dele, que depois todos os mestres Monet, Manet, Sisley, Cezanne, Degas, Renoir me pareciam vulgares.
-Eu nunca gostei de Gauguin, mas depois de ter visto a sua obra ao vivo, confirmo para mim Gauguin é mesmo muito mau...
-Enquanto eu no fim da visita voltei para rever Gérôme, o Nuno foi rever Van Gogh. Sim, o rapaz ainda não tinha entrado no museu e já tremia de excitação a pensar que ia ver Van Gogh.
-Le Barde Noir de Gérôme; Madame de Loynes de Duval;LÁssault de Bouguereau; Intimite e Lénfant a la soupiere de Eugene Carriere foram os quadros que mais me impressionaram.

-Esta segunda visita a Paris veio confirmar a ideia com que eu tinha ficado na primeira visita, o MARAIS é o melhor local de Paris.
-Pela amostra destes três dias, eu diria que o Nuno teria grande aceitação entre a comunidade Gay
-Encontrei collants lindos nas Galerias Lafayette, mas não me apeteceu gastar 58€ num par de collants
-A base da nossa alimentação até agora tem sido comida Judaica do Marais, crepes de queijo com pimenta da Bastille, crepes de Nutella ou gaufres de creme de castanhas. Saudável portanto...