terça-feira, 1 de julho de 2008

Relativizar as coisas

Diz o Nuno:
Realmente tenho um azar do caraças!
Eu:
O que é que foi agora?
Ele:
Então quando eu decido limpar ali aquilo, tu estás aí a lavar isso!
(Tradução: Ele queria passar o esfregão por água, no lava louça mas eu estava a ocupar o lava louça a limpar umas pedras.)
Adenda: Tínhamos acabado de ver uma reportagem sobre os 7 milhões de pessoas, que vivem no limiar da pobreza em França, pessoas como nós, que vivem em casas normais, que simplesmente tiveram o azar de perder o emprego, e que não conseguem pagar as contas ou fazer compras para comer, que no dia 5 de cada mês já não tem dinheiro.
Ontem vimos uma reportagem sobre as crianças com Síndroma de Down.
Mas dizemos da boca para fora coisas como "Realmente tenho um azar do caraças!"???????????

8 comentários:

Isabel disse...

Ainda bem que o "azar" dele é esse!

Maria João disse...

Tens toda a razão. Não nos podemos queixar de nada!
Somos felizes, não passamos fome, temos emprego, família, amigos, amor, filhos, paz. Temos tudo.

E tu tens uma filha linda!! O sorriso dela hoje quando fui buscar a mesa....LINDA, LINDA! Ainda está de pé a oferta para adopção? Eu adopto-a! Lol!

Bjs

Maria João

Mary disse...

Ora então era uma mesa e uma Madalena ali para a mesa do canto!

Mas os homens têm sempre esses "azares"... vão sempre limpar quando estamos a limpar, ou arrumar quando estamos a arrumar, é que é uma pontaria!

Patrícia disse...

É verdade!

Bjs

dangerously in love disse...

Que belo post..é mesmo isso. Não damos o devido valor a tudo o que temos. E acho que todos fazemos o mesmo.
beijocas

O meu mundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O meu mundo disse...

A vida sempre nos deu tudo e não damos valor aqueles que não tem nada, somos mesmo eguistas...

Sofia e Beatriz disse...

Realmente...
E o que eu me queixo às vezes... devia era estar calada :(
Beijocas e Bom Fim de Semana